Participe da V Jornada de Agroecologia!

 

5a Jornada de Agroecologia da Bahia trará luta de povos da região para Porto Seguro – Bahia

Por quatro dias, evento reunirá povos tradicionais, assentados, militantes e juventude do campo e da cidade para diálogos, articulação política e troca de saberes

A Teia dos Povos, articulação de movimentos sociais que congrega mais de 30 organizações do sul da Bahia e de outras regiões do país, em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), realizará em Porto Seguro (BA), entre os dias 19 e 23 de abril de 2017, a 5a Jornada de Agroecologia da Bahia.

Diferente das primeiras quatro edições do evento, realizadas no Assentamento Terra Vista, em Arataca (BA), entre 2012 e 2015, este ano a Jornada levará a luta dos povos para Porto Seguro. O tema central do evento, “Terra e Território: Natureza, Educação e Bem-Viver” estará presente em plenárias, oficinas, rodas de conversa e espaços autogestionados pelos participantes, incluindo povos indígenas, quilombolas, assentados, militantes, educadores, juventude urbana e outros parceiros.

Esta edição também of13912556_1665423117117890_1882937737102257714_nerecerá espaço para apresentações de relatos de experiências de grupos ligados a movimentos sociais, em torno da agroecologia. O objetivo é promover o intercâmbio de saberes, tecnologias sociais e metodologias entre acadêmicos e grupos dedicados à agroecologia. Esses relatos de experiências poderão ser apresentados em forma de Pôsteres. O prazo para inscrições de interessados será divulgado no site da Teia dos Povos.

A Jornada é o grande evento anual da Teia dos Povos, que consiste numa aliança estratégica entre comunidades sem-terra, indígenas, quilombolas e instituições que lutam por uma sociedade mais justa. A Teia surge como fruto dos debates contínuos e articulações de povos e comunidades, a partir da I Jornada de Agroecologia da Bahia, em 2012, e tem o papel de traçar a agenda de ações anuais que auxiliam no desenvolvimento, empoderamento e emancipação das comunidades integradas à Teia com a ajuda dos seus “Elos” – coletivos e instituições ligados à Teia, comprometidos com a luta pelo empoderamento das comunidades e a soberania alimentar.

O evento marca também a consolidação da parceria com a UFSB, instituição que possui três campi na área de concentração dos movimentos ligados à Teia – em Itabuna, Teixeira de Freitas e Porto Seguro. Movimentos ligados à Teia participaram do Fórum Social promovido pela UFSB em 2015 e, desde então, ocupam assento no Conselho Estratégico da universidade. “A UFSB se anuncia como uma universidade aberta à participação da sociedade e que busca diálogo com os saberes populares e tradicionais da região onde está instalada.